(41) 99821-2381 pecaoracao@gmail.com

“O Brasil não deve ser refúgio para criminosos” – (Sérgio Moro)

Há alguns dias, o ilustre jornalista José Nêumanne Pinto, nos apresentou um vídeo bastante interessante, com um pouco da verdadeira história, por trás dos ternos, caras e bocas de Glenn Greenwald.
Nesse vídeo, fica esclarecido ao grande público, que essa figura, teve um passado, que pode-se dizer até mesmo tenebroso, e que Nêumanne traz à tona.
Esse mesmo Glenn, que posa de jornalista de renome, desde muito jovem, tem uma história tão pouco invejável, que ele mesmo parece querer repudiar quando diz:

“Minha vida pessoal, como a de qualquer outra pessoa, é complexa e muitas vezes bagunçada”.

E torna-se interessante observar, que esse cara, hoje todo maquiado, pela maquiagem do bom mocismo e que pretende-se como norte moral em nossa história política, denegrindo a história a conta-gotas de homens como Sérgio Moro e Deltan Dallagnol entre outros, teve envolvimento no submundo da pornografia nos EUA.
Mas isto pode-se dizer ainda, que seria o começo de uma carreira prodigiosa na arte de mentir, enganar, ludibriar, corromper, etc… conforme se pode perceber pelos passos de Glenn em nossas terras.
Podemos ressaltar o fato de que em 19/08/13, David Miranda, o companheiro do indivíduo, que era suplente de Jean Wyllys, e que hoje ocupa a cadeira de deputado pelo PSOL (após estranha renúncia do titular do cargo), encontrou-se detido no aeroporto de Londres, sob a acusação de estar envolvido em crime de terrorismo.
Esse tipo de pessoa, terroristas, assassinos, narco-traficantes, há muito vêm sendo acolhidos no Brasil, pelos outrora ocupantes de cargos importantes no governo.
Glenn Greenwald, Achille Lollo, Cesare Battisti, Adlène Hicheur, Juan Arron, Padre Olivério Medina, Anúncio Marti, Nicola Assisi, Patrick Assisi. e Victor Colmán, entre inúmeros outros…
E claro, esses todos são amigos de pessoas como Edison Lobão, Jaques Wagner, José Dirceu, Lula da Silva, Dilma Rousseff, Gleise Hoffmann, enfim, toda essa escumalha é amiga do PT; PSOL; PC do B; ex-PMDB, hoje MDB, PSDB, enfim, o que não presta do exterior, amigos, naturalmente do que não presta em nossa terra.

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

A 7ª Vara Federal decreta através do Ministério Público Federal, a prisão, com base no Art. 312 do Código Penal, Art. 89 e Art. 288 de Carlos Antonio Levi da Conceição que foi reitor da UFRJ, também, João Eduardo do Nascimento Fonseca; Geraldo Luis dos Reis Nunes; Raimundo Teodoro Carvalho de Oliveira e Luis Martins de Melo, esses tais que roubaram 43 milhões de reais dos cofres públicos. Sentença que manda que seja efetivada a prisão do referido indivíduo et-caterva.

=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=x=

E naturalmente que a população brasileira está em festa. Afinal de contas, nossa Polícia Federal está trabalhando de forma muito intensa e de forma a realmente apresentar resultados muito eficientes de sua atuação.

Pois muito bem, naturalmente que ninguém está obrigado a acreditar nas ações que estão sendo desencadeadas para a retomada das rédeas de nossa nação, porém, quer você acredite, quer não, o ponto certo é que isso é fato e não é fita e o que tem que acontecer, acontecerá, e isso, doa a quem doer.
No caso mais específico agora, vemos a deflagração de quatro mandados de prisão, e por esse motivo a nossa Polícia Federal foi acionada e saiu à caça do que se supõe ser o hacker que invadiu a privacidade pelo celular do ex-juiz Federal, e hoje ministro da Justiça Sérgio Moro.

Esta bela notícia é o que circula na rede neste dia 23/07/19, que nos dá conta de que o Juiz Federal Dr. Vallisney de Souza Oliveira, da 1ª Região, autorizou a Polícia Federal a cumprir os mandados de prisão temporária, bem como a sete mandados de busca e apreensão em São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto para pessoas (aqui incluído o hacker, também pessoas com envolvimento próximo a ele) que são visadas como suspeitas do crime contra Sérgio Fernando Moro.

Os celulares hackeados foram: Ministro da Justiça Sérgio Moro; Desembargador Federal Abel Gomes; Juiz Federal Flávio Lucas; Delegado da Polícia Federal de São Paulo Rafael Fernandes e Delegado da Polícia Federal em Campinas Flávio Vieitez Reis.

Essa operação que foi batizada de “Spoofing”, ou traduzida como “enganando, parodiando, ou copiando” trazia em seu bojo o objetivo de “desarticular organização criminosa que praticava crimes cibernéticos”.

E no site da Polícia Federal gov br, tomamos conhecimento da nota que nos dá conta dos detalhes desta operação:

“Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (23/07), a Operação spoofing* com o objetivo de desarticular organização criminosa que praticava crimes cibernéticos.

Foram cumpridas onze ordens judiciais, sendo sete Mandados de Busca e Apreensão e quatro Mandados de Prisão Temporária, nas cidades de São Paulo/SP, Araraquara/SP e Ribeirão Preto/SP.

As investigações seguem para que sejam apuradas todas as circunstâncias dos crimes praticados.

As informações se restringem às divulgadas na presente nota.

*Spoofing é um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é.” – (Comunicação Social da PF – 61-2024-8142)

Ao ser questionado sobre seu ponto de vista acerca dos fatos acontecidos, especialmente no que tange ao fato de ter tido seu celular, também, hackeado, Paulo Guedes, fala o seguinte:

“Isso é banditismo, não é?
Isso é invasão de privacidade, isso é um retrocesso enorme, isso é o uso de coisas destrutivas, né? Nós estamos querendo reconstruir o País e tem, infelizmente, marginais,
bandidos, que ficam fazendo esse tipo de coisa, mas vamos em frente, eu confio na Justiça.” – (Ministro da Economia Paulo Guedes)

Assim, como foi preso Walter Delgatti Neto, entre outros, por ter violado sigilo de nosso ministro da justiça, bem como de inúmeras outras pessoas, e isso nos renova o orgulho pelas atividades de nossas Forças Auxiliares.
Esse Walter Delgatti Neto, que está sendo considerado o líder do grupo que foi preso ontem, temos a notícia de que ele já confirmou à PF que é o responsável pela invasão dos celulares de Sergio Moro, Deltan Dallagnol e outras inúmeras autoridades que tiveram suas privacidades invadidas.

Consta dos serviços de informação da mídia investigativa, que Delgatti passou a colaborar com as investigações, uma vez que já não tem mais como fugir.
E dessa forma, o mesmo deu a permissão necessária à PF, a fim de que a mesma pudesse, com base no acesso ao material que ele tem armazenado nas nuvens, confirmasse a autoria dos ataques cibernéticos.
Bem como, dessa forma, confirmou que o material divulgado pelo Intercept teve origem em suas mãos. Restando saber agora, qual é de fato a atuação de Glenn Greenwald nisso tudo, bem como de David Miranda, SOL, PT, Lula da Silva, entre outros.

Delgatti confirmou também, que sua atuação nas invasões dos celulares, roubo de dados e mesmo o sequestro da linha telefônica, colaboraram para o desenrolar de tudo o que aconteceu nos ataques, especialmente a Sergio Moro e a Deltan Dallagnol.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 230719 – Burburinho: O Brasil mudou – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

%d bloggers like this: