(41) 99821-2381 pecaoracao@gmail.com

A história me conta que Davi era um homem de guerra, desde muito novo, desde muito jovem…
Já era um homem de guerra, quando ainda cuidava das ovelhas de seu pai. E naquela ocasião, cumpria com o que se apresentasse a ele para que fosse cumprido, conforme vemos pela própria história de vida de Davi.
E foi no cumprimento de uma das tarefas que lhe fora dada, que Davi finalmente se depara com Golias, o gigante filisteu que perturbava os povos em geral, e especialmente, Israel.
Saul em desespero, ofereceu uma espécie de recompensa a quem derrotasse Golias. E nessa recompensa, constava, uma importância em dinheiro, abatimento nos impostos, e inclusive, o casamento do guerreiro com a filha de Saul.
Davi olhou para o lado certo e vendo o “Caminho”, resolveu que ele mesmo é que daria conta daquele recado que serviria como redenção ao povo que vivia oprimido pelo medo e pela vergonha.
A proteção de Davi, provinha do Espírito Santo de Deus e seu ouvido aguçado a ponto de ouvir a voz de Deus, permitiu-lhe que tomasse, naquele momento, a decisão mais acertada de sua vida. Ele conquista dessa forma, fama, poder; mas também, amigos e inimigos.
Por esse motivo, cioso da responsabilidade que lhe vinha sobre os ombros, é que Davi cuidava de seus inimigos de forma muito ciosa.

“E Davi não deixava com vida nem a homem nem a mulher, para trazê-los a Gate, dizendo: Para que porventura não nos denunciem, dizendo: Assim Davi o fazia. E este era o seu costume por todos os dias que habitou na terra dos filisteus.” (1 Sm 27:11)

Mesmo tendo Davi essa conduta, que lhe mantinha vivo e cada vez mais poderosos, ele não se permitia nunca, levantar a mão, contra um ungido do Senhor.
E isso favorece com que Saul mesmo, venha a ser um grande inimigo de Davi, a ponto de persegui-lo de forma incansável.
Por isso Davi chega a comparar-se a uma pulga que Saul perseguia pelo deserto. Naturalmente que Saul via em Davi a possibilidade de ser colocado fora do trono e por isso o via como potencial inimigo.
O próprio Samuel já havia declarado a Saul o descontentamento de Deus para com Saul.
Dessa forma é que vamos entendendo mais e mais, porque Davi era um homem segundo o coração de Deus, e como é que nós devemos nos conduzir, para que também possamos vir a ter um coração, segundo o coração de Deus.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 251219 – Davi, um coração que agrada a Deus – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

%d bloggers like this: