(41) 99821-2381 pecaoracao@gmail.com
Reconhecendo a Realidade do Pecado
24 de Junho de 2020
Esta, porém, é a vossa hora e do poder das trevas.
Lucas 22.53
24 de Junho de 2020

O não reconhecimento da realidade do pecado é que provoca em nós os desastres da vida. Podemos falar sobre a nobreza da natureza humana, mas sempre há alguma coisa nela que rirá na cara de cada uma dessas belas ideias que temos sobre nós mesmos. Quem se recusa a reconhecer que no ser humano existe vício, egoísmo e algo profun­damente maligno e errado, quando a sua vida for atingida pelo pecado, em vez de reconhecer essa realidade, ele logo se acomodará e dirá que não adianta combatê-lo. Você já se preparou para essa hora, para enfrentar o poder das trevas, ou tem uma imagem de si mesmo que exclui o pecado de sua vida ainda? Admite que o pecado pode estar presente em seus relacionamentos e amizades? Se não, será pego de surpresa e fará concessões a ele. Se reconhecer o pecado como facto, perceberá imediatamente o perigo onde pode cair: “Sim, eu vejo o que poderia resultar de algo assim”. Reconhecer a realidade do pecado não destrói a base da amizade; apenas estabelece o mútuo assentimento de que a base da vida é trágica e precisa ser transformada. Evite sempre qualquer forma de encarar a vida que não reconheça o facto do pecado.

Jesus Cristo nunca confiou na natureza humana, todavia nunca foi céptico nem desconfiado, porque confiava cabalmente no que ele podia fazer através da própria natureza humana. A pessoa pura é a pessoa mais protegida contra o dano e o perigo e não a que é inocente. Nunca se está seguro em casa de pessoa inocente, seja este homem ou mulher. As pessoas não deveriam desejar ser inocentes quando Deus exige que sejam puras e virtuosas. A inocência é característica da criança; por isso é bastante reprovável a atitude da pessoa que não reconhece a realidade do pecado para se poder tornar virtuosa.

Bíblia em um ano: Jó 1-2; Atos 7:22-43

Escrito por Oswald Chambers.

Confira mais devocionais escritos por Oswald Chambers, no original clicando aqui.

Texto retirado e traduzido de Utmost.org

A Igreja Espiritual

A Igreja Espiritual

A reconciliação significa recolocar toda a raça humana no relacio­namento correcto que Deus determinou para ela e é isso que Jesus Cristo alcança através da redenção. A Igreja deixa de ser uma sociedade espiritual quando passa a visar o seu próprio desenvolvimento...

O Santo Espiritual e Vigoroso

O Santo Espiritual e Vigoroso

A iniciativa do servo do Senhor não visa a auto-realização, mas antes o conhecimento do Senhor Jesus Cristo. A pessoa espiritual nunca pensa que situações sejam meros acasos, nem pensa em sua vida como sendo secular e sagrada; ela vê todas as situações em que se acha...

O Preguiçoso Espiritual

O Preguiçoso Espiritual

Todos nós somos potencialmente comodistas espirituais. Não queremos, por assim dizer, vermo-nos envolvidos com as durezas desta vida; nosso único objectivo é chegar a uma posição de comodidade. O que Heb.10 enfatiza é que devemos nos estimular uns aos outros e...

Share This